OUÇA PELA RÁDIO DIFUSORA DE ITUMBIARA "PLANTÃO POLICIAL" APRESENTAÇÃO JULIANO MORAIS !!!!!!!!
Home » » Venezuelização do Brasil começa pela área da saúde

Venezuelização do Brasil começa pela área da saúde

Postado Por: Web Rádio Cidade Gospel As domingo, 29 de março de 2015 | 13:41:00


O site Veja.Com/Saúde anuncia : “Governo quer regular preços hospitalares”, diz o representante governamental: “não há fiscalização sobre esses serviços, eles cobram o que querem”.
Uma coisa a gente tem de confessar, temos de “tirar o chapéu” para a inteligência desse pessoal. Se não fossem tão inteligentes não estariam mandando na gente há quase 20 anos , não é mesmo? Como é que conseguem convencer a população para seus propósitos? Vejam bem: quem é que vai ser contra o controle, o esmagamento,  dos “abomináveis, oportunistas, endinheirados, abutres”, os tais “donos de hospitais, clínicas, laboratórios e radiologia?” Nós todos, os “coitadinhos brasileiros que precisam da proteção do Estado”, estamos doidos para ir na jugular destes porcos capitalistas, não é mesmo? Assim como os comandados de Chavez-Maduro, nós assimilamos ingenuamente o discurso governamental de que  estamos cansados de ser explorados por eles, assim como  por todos os “grandões” desse país,  não é ? Pois é… é assim que o totalitarismo estatal joga : destrói o empresário com tanto imposto, tantas exigências, normas, regulamentações, fiscalizações, etc, e depois diz que são eles “que cobram caro”. Leva ao caos para depois virem e darem uma de “salvadores da pátria”, tabelando os preços dos “exploradores”. Funciona na Venezuela, irá funcionar no Brasil? O esmagamento tarifário-normativo dos hospitais é algo também deliberado : visa o projeto “bolivariano-comunista” de acabar com a iniciativa privada, visa acabar com a força da sociedade civil na figura do médico, visa fortalecer a exclusividade  da medicina  estatal (SUS) . É o que se vê na Venezuela de hoje : os empresários somem, só ficam os “coitadinhos” ( os que vivem sob a tutela do “Grande Irmão Estado”) e os “nobres funcionários públicos”, aqueles  que “funcionam” o Estado. O Brasil de hoje já está assim: está cheio de gente para exigir, está cheio de gente para “encaminhar”, está cheio de gente para diagnosticar os problemas, fiscalizar, denunciar, “filmar e postar”, “processar”, está cheio de gente para “verbalizar soluções” ( como gostam destes jargões …), está cheio de gente com “seus direitos”, mas estão cada vez mais raros aqueles  que querem ou dão conta de fazer alguma coisa, o empresário, o abominável “homem que acredita na sua própria iniciativa privada”. Estão sumindo como moscas, e isto explica grande parte do declínio econômico atual. Só tem “chupins”, os que consomem e os que regulam, produzir ninguém mais quer, ninguém mais dá conta. Vejam mesmo o que ocorre com os hospitais: tirando os grandes grupos, de propriedade daqueles “amigos do governo” ( sim , o “governo comunista” tem seus “amigos capitalistas”, vide Eike Batista, Oi, Friboi, Petrobrás, Lulinha, Braskem, Odebrecht, etc) o resto está jogando a toalha, inclusive o hospital filantrópico que eu dirijo, já com uma dívida de 350 mil reais. Não é mais possível um “simples ser humano” – daqueles que só trabalha, que não tem politicagem, não tem BNDES, não tem “mesa de bar com os-bam-bam-bans” –  tocar um hospital, por isto estão desaparecendo, estão ficando só os “grandões” , aqueles  que conseguem “comprar o Estado”, vide mensalão, vide petrolão, vide BNDEsão, vide contratos amigáveis via Organizações Sociais, etc. É claro que, com o desaparecimento da maioria dos hospitais normais, estes tocados por “gente normal” ( gente “não tão amiga-do-rei”) o preço vai subir… Aí vem a “solução” comunista-bolivariana: “vamos construir hospitais do governo (vide o “novo hospital” do Ipasgo, vide hospitais construídos e repassados para os “amigos-do-rei” ) e vamos fiscalizar e tabelar os “enormes lucros” dos “donos de hospital”. Então, tudo isso que acontece “debaixo dos panos” acaba ficando escondido da população (sobretudo da brasileira, que não lê ) e acaba sobrando na mídia só o “lado bom” do “venezuelinismo”: “gente, agora os hospitais vão ficar baratos!!”.



(Marcelo Caixeta, médico psiquiatra ( escreve as terças, sextas-feiras e domingos )
Compartilhe este artigo: :

0 comentários :

Indique um amigo!

Usuarios ONLINE

contador gratuito de visitas

.

.

.

.

.

.

FRANGO BOM

FRANGO BOM

Departamento de Jornalismo

Departamento de Jornalismo
RÁDIO DIFUSORA 950 AM

ITUMBIARA 2016

ITUMBIARA 2016

.

.