OUÇA PELA RÁDIO DIFUSORA DE ITUMBIARA "PLANTÃO POLICIAL" APRESENTAÇÃO JULIANO MORAIS !!!!!!!!
Home » » Governador de Goiás é suspeito de ter despesas de campanha pagas por Cachoeira

Governador de Goiás é suspeito de ter despesas de campanha pagas por Cachoeira

Postado Por: Web Rádio Cidade Gospel As sábado, 2 de junho de 2012 | 00:28:00


O governador de Goiás, Marconi Perillo, é suspeito, agora, de ter despesas de campanha pagas pelo bicheiro Carlinhos Cachoeira. Essa denúncia nova deixou a situação de Perillo ainda mais delicada na CPI e dentro do partido dele, o PSDB.
A reportagem foi publicada nesta sexta-feira (1º) no jornal O Estado de São Paulo. O jornalista Luiz Carlos Bordoni afirmou ao jornal que a Alberto e Pantoja, uma empresa de fachada que, segundo a Polícia Federal, era controlada por Carlinhos Cachoeira, foi usada para pagar seus serviços durante a campanha do governador Marconi Perillo, do PSDB, em 2010. O jornalista foi o responsável pela propaganda em rádio da campanha.
Documentos da operação Monte Carlo mostram que o depósito, de R$ 45 mil, foi feito na conta da filha do jornalista, Bruna Bordoni. No seu blog na internet, o jornalista confirmou nesta sexta que o depósito foi negociado pelo assessor do governador Perillo, Lucio Gouthier Fiuza, e disse que não dará mais entrevistas sobre o caso.
Foi por causa do depoimento do senador Demóstenes Torres no Conselho de Ética, na última terça-feira, que Luiz Carlos Bordoni resolveu falar. É que, durante as perguntas dos integrantes do conselho, o nome da filha dele foi citado: “O senhor sabe se o Cachoeira, através da empresa Pantoja, depositou dinheiro na conta dessa senhora chamada Bruna?”.
“Nem dela, nem de ninguém”, afirmou Demóstenes.
Em nota, o governador Marconi Perillo disse que as afirmações de Luiz Carlos Bordoni são mentirosas e irresponsáveis, e que Lucio Gouthier Fiuza não participou de contratação ou pagamento de valores referentes à campanha de 2010.
O líder do PT na Câmara, o deputado Jilmar Tatto (SP), disse que a situação do governador, que já era grave, piorou:
“Tem a ver com financiamento de campanha, caixa dois e dinheiro usado do crime organizado, do Carlinhos Cachoeira. Nós vamos pedir, mais uma vez, a quebra do sigilo bancário, telefônico e fiscal do governador.”
A situação do governador Perillo não é confortável nem no próprio partido. “Isso sangra qualquer agremiação partidária. Nós temos que agir suprapartidariamente, especialmente quando se trata de questão ética”, avaliou o senador Álvaro Dias (PSDB-PR), líder do partido.
O assessor Lucio Gouthier Fiuza não foi encontrado para comentar a denúncia. O depoimento de Perillo à CPI está marcado para o dia 12.

Fonte: Jornal Nacional/ Globo/G1.
Compartilhe este artigo: :

Indique um amigo!

Usuarios ONLINE

contador gratuito de visitas

.

.

.

.

.

.

FRANGO BOM

FRANGO BOM

Departamento de Jornalismo

Departamento de Jornalismo
RÁDIO DIFUSORA 950 AM

ITUMBIARA 2016

ITUMBIARA 2016

.

.